Sinusite

SINUSITE

Sinusite é a inflamação na membrana de um ou mais seios da face (seios frontais, etmoidais, esfenoidais ou maxilares). A causa pode ser devido à infecção (bactéria e/ou vírus) ou alergia.

Os sintomas mais comuns são: dor facial, dor de cabeça, congestão nasal, secreção amarelo-esverdeada ou purulenta, febre, mau hálito, dor acima dos dentes superiores, entre outros.

As causas da sinusite podem se dividir em:

• Hábito de vida: tabagismo, trabalho com crianças, gravidez, mergulho em água poluída
• Inflamação/Infecção: alergias, bactérias, fungos, vírus, refluxo gástrico
• Causas anatômicas: desvio de septo, alteração dos cornetos, concha bulhosa, pólipos
• Alterações genéticas: fibrose cística

SINUSITE AGUDA

A sinusite é considerada aguda quando os sintomas se manifestam por até 2 semanas. Geralmente ocorre após uma forte “gripe”, alergia exagerada ou por componentes do ambiente que agridem a mucosa do paciente.

A sinusite aguda é a forma mais comum de sinusite e usualmente é resultado da ação viral. No entanto, se houver infecção bacteriana secundária (Ex: Streptococcus pneumoniae ou Haemophilus influenza) os sintomas podem se exacerbar apresentando secreção nasal esverdeada (ou purulenta), dor e sensibilidade facial.

Embora quase metade dos casos de sinusite aguda podem ser curados espontaneamente, o tratamento pode envolver antibióticos específicos para combater a infecção. É comum optar por antibióticos quando os sintomas de “gripe forte” não melhoram após 5-7 dias. Em algumas situações, ainda se opta por colher cultura (amostras de dentro do nariz) para orientar a escolha de antibiótico caso o paciente não tenha boa resposta ao tratamento convencional.

O tratamento da sinusite aguda pode constar também de higiene local rigorosa, spray nasal e outras medicações (ex: anti-histamínicos, leucotrienos, mucolíticos, esteróides, medicações anti-refluxo). Tratando-se de uma afecção multifatorial, o tratamento deve ser encarado com seriedade; dessa maneira, é importante contar com um bom otorrinolaringologista para guiar o tratamento do paciente conforme a causa e evolução da sinusite de maneira individualizada.

A rinoplastia estruturada ou reconstrução nasal só pode ser realizada quando não houver indícios de infecção nasal aguda de maneira a minimizar eventuais complicações do procedimento. O motivo é que uma infecção dentro do nariz pode contaminar os enxertos usados na cirurgia estética causando também infecção numa região do nariz que estava sadia.

 

SINUSITE AGUDA RECORRENTE

 

Crises recidivantes de sinusite que podem necessitar de tratamento semelhante ao da sinusite crônica.

SINUSITE CRÔNICA

A sinusite é considerada crônica quando os sintomas persistem por mais de 12 semanas. O tratamento pode ser inicialmente semelhante ao da sinusite aguda embora possa não apresentar o mesmo grau de sucesso.

Conforme a seriedade da sinusite crônica, o otorrinolaringologista deve abordar o tratamento de forma gradual e individualizada. Em situações onde não se observam melhora dos sintomas, a cirurgia pode ser muito eficiente.

Dentre os procedimentos otorrinolaringológicos, a técnica endoscópica moderna resulta em grande eficácia da melhora dos sintomas assim como na rapidez da recuperação. Temos preferência pela técnica FESS – Functional Endoscopic Sinus Surgery. Nessa abordagem, utiliza-se um endoscópio para acessar os seios da face e, com aparelhos precisos e específicos, realiza-se a abertura dos ósteos de drenagem dos seios faciais comprometidos. Com isso, melhora-se a ventilação dos seios da face com grandes chances de sucesso para diminuir as crises de sinusite. Vale ressaltar que a cirurgia per si não é suficiente para garantir longevidade do sucesso cirúrgico; deve-se acompanhar o otorrinolaringologista periodicamente para verificar a necessidade do uso de medicamentos.

Se não houver contra-indicação, a cirurgia de reconstrução nasal ou cirurgia de nariz estruturada funcional poderá ser feita em conjunto com o procedimento endoscópico para maior comodidade do paciente.

CONVÊNIO MÉDICO / PLANO DE SAÚDE

Pacientes que tem planos de saúde que cobrem internação hospitalar para o tratamento de doenças pode utilizar o convênio médico para realizar a cirurgia de sinusite. Converse com o Dr. Wulkan e sua equipe sobre esta possibilidade no seu caso. A rinoplastia não é coberta pelo convênio médico.

O DR WULKAN FAZ PARTE DAS SEGUINTES ENTIDADES MÉDICAS

Dr. Marcelo Wulkan
Enviar