Procedimentos

Implante de Mamas

IMPLANTE DE MAMA / PRÓTESE DE MAMA / PRÓTESE DE SILICONE / MAMOPLASTIA DE AUMENTO

 

As mamas com implante de silicone podem deixar os seios mais bonitos e melhorar a auto-estima. Usamos apenas implantes aprovados pelo FDA americano.

 

OS “SEIOS”:

 

 

Segundo a Nômina Anatômica (nomenclatura da anatomia humana), o termo “seio” não faz referência exata a “mama”. Optamos por utilizar a palavra “seio” em algumas situações deste livro pois é consagrado pela população em geral, embora não seja cientificamente correto.

 

Símbolo máximo de feminilidade, fertilidade e sexualidade, os seios variam muito de forma e tamanho conforme a idade, raça, genética, peso, amamentação, gestações, entre outros fatores. 

 

Os seios têm a forma de cone/gota e são aderidos ao tórax por diversos ligamentos. O uso de implante de mama deve se atentar com todas as estruturas da mama: papila (“bico”), aréola (área circular ao redor da papila), gordura, tecido mamário (lóbulos e ductos), assim como para com o músculo peitoral maior (músculo localizado atrás do seio) e costelas.

Conforme o anseio do paciente, a plástica dos seios deve ser cuidadosamente planejada pelo cirurgião pois não existe uma “mama ideal” para todos os pacientes. Atualmente, a tendência da plástica das mamas visa trazer naturalidade e equilíbrio estético à paciente, evitando exageros na proporção corporal.

 

IMPLANTE DE MAMAS (MAMOPLASTIA DE AUMENTO)

 

 

A mama é um dos principais símbolos de beleza feminina. Algumas mulheres estão insatisfeitas com o tamanho da mama e isso repercute na imagem corporal da mulher. Com o objetivo de atender a essa necessidade, o implante de mama é capaz de aumentar volume, projeção e diâmetro da mama; com isso, a mulher se sente mais confiante com sua feminilidade e com a auto-estima recuperada.

 

O implante mamário possibilita recursos para atender a três situações:

• desejo puramente estético de ter mamas mais volumosas.
• pode ser associado a procedimento de cirurgia de mama convencional para “levantar” a mama (cirurgia de mama feminina).
• Procedimento conjunto para reconstrução de mama.

 

ENTENDENDO A PRÓTESE DE SILICONE

 

 

O silicone é um derivado do silício, um elemento semi-metálico (ou semelhante ao metal) que, na natureza, combina-se com o oxigênio para formar o dióxido de silício, ou sílica. A areia, os cristais e o quartzo são tipos de sílica, que é a substância mais comum do solo. Para produzir o silício, basta aquecer a sílica acrescida de carbono em alta temperatura. O processamento adicional converte o silício em uma cadeia química longa, ou polímero, chamado de silicone, que pode ser um líquido, um gel ou uma substância semelhante à borracha. Vários tipos de silicone são usados em óleos e lubrificantes, bem como na borracha de silicone. Ele é encontrado em diversos produtos comuns nas residências, como ceras para polimento, loções de bronzeamento e hidratantes, desodorantes, sabonetes, alimentos processados, revestimentos à prova de água e chicletes.

 

Vários estudos importantes e abrangentes, tal como por exemplo o realizado pelo Institute of Medicine sobre a segurança dos implantes de mama de silicone, não mostraram evidências de que os implantes estejam associados a doenças graves ou enfraqueçam o sistema imunológico e sugere que, em geral, o silicone é seguro.

Além disso, um artigo editado por especialistas e publicado nos Annals of Plastic Surgery (2004) confirma os primeiros resultados publicados pelo Independent Review Group, o Institute of Medicine e o National Science Panel, que concluíram que não há evidências de associação entre os implantes de mama e a doença do tecido conjuntivo.

Quanto aos tipos de implante de silicone mamário, a escolha vai depender do tipo de mama, formato, qualidade do tecido mamário e expectativa da paciente. Os implantes de mamas vão variar de volume, formato e projeção. O médico vai escolher o volume da prótese de mama tendo em mente a projeção desejada; num mesmo volume escolhido, a projeção aumenta inversamente ao tamanho do diâmetro do implante. Portanto, a projeção (perfil do implante de silicone) pode variar em, basicamente: baixo, moderado, alto e extra-alto. Para se escolher o diâmetro e projeção, o médico vai levar em conta medidas a serem aferidas no consultório e anseio da paciente. O formato do implante de mama pode ser completamente redondo ou em forma de gota (“anatômico”). 

A superfície do implante de silicone também pode diferir em: lisa, texturizada ou com poliuretano. Existem indicações para cada tipo de superfície além de preferência pessoal de cada cirurgião (não existe consenso sobre o assunto).

 

PRIMEIRO PASSO: AUTO-EXAME DA MAMA

 

 

Sabe-se que o câncer de mama é uma grande causa de mortalidade da mulher moderna. Também é uma causa (rara) de câncer em homens e eles devem realizar seus exames da mesma maneira. Aproveitamos este capítulo para enfatizar sua importância e estimular o auto-exame com freqüência. No início, pode parecer constrangedor mas a cada vez que você examina suas mamas, familiariza-se com o tecido mamário e torna-se mais à vontade com ele. Se você reconhece qual é a aparência e o volume normal de suas mamas, será capaz de perceber quaisquer alterações que possam ocorrer. Isso o seu médico de escolha não vai saber pois ele só pode examinar a sua mama conforme ela se apresenta na consulta; portanto, alguma mudança sutil será sentida exclusivamente por você.  É normal encontrar nódulos nas mamas; identificando os seus próprios "nódulos" naturais, você será capaz de saber quando algo está diferente.

 

Observe e sinta o tamanho e forma de cada mama, bem como a posição de cada aréola/mamilo. É normal que uma das mamas seja maior que a outra ou mais lateralizada. Os especialistas sugerem que a verificação seja executada uma semana após o período menstrual. Consulte o seu médico para saber qual é a melhor forma de fazer o exame. A seguir, uma sugestão de auto-exame:

  1. Deite-se com um travesseiro sob o ombro direito e coloque o braço direito atrás da cabeça.
  2. Com as polpas dos três dedos intermediários da mão esquerda, procure nódulos na mama direita.
  3. Pressione com firmeza para sentir o volume da mama. A presença de uma saliência firme na curva inferior de cada mama é normal. Se você não souber qual é o nível de força que deve ser usado, converse com um médico ou uma enfermeira.
  4. Faça movimentos ao redor da mama: o padrão pode ser circular, em linhas verticais ou em ziguezague. Faça os mesmos movimentos todas as vezes, verifique toda a área da mama e, no mês seguinte, lembre-se de como era o volume da mama.
  5. Repita o exame na mama esquerda, usando as polpas dos dedos da mão direita. (Desta vez, coloque o travesseiro sob o ombro esquerdo.)
  6. Se você encontrar qualquer alteração, consulte o médico imediatamente.
  7. Repita o exame das duas mamas na posição em pé, com um dos braços atrás da cabeça. A posição ereta facilita a verificação da parte superior e externa das mamas (na direção da axila). É neste local em que se encontra metade dos cânceres de mama. A parte do exame executada em pé pode ser feita no chuveiro. Algumas alterações na mama podem ser observadas com mais facilidade quando a pele está úmida e ensaboada.

Para aumentar a segurança, logo depois do auto-exame mensal da mama, fique em pé na frente de um espelho e verifique qualquer presença de reentrância da pele, alterações nos mamilos, vermelhidão ou inchaço.

Se encontrar qualquer nódulo, partes mais espessas ou alterações, consulte o médico mastologista imediatamente. A maioria dos nódulos de mama não são cancerosos, mas você não saberá se não perguntar. Quando os tumores são detectados em fases muito precoces, a taxa de sobrevivência pode chegar a 100%.

Pacientes que já fizeram a cirurgia de aumento mamário e tem implante de silicone devem continuar a fazer o auto-exame. Pressione firmemente as bordas dos implantes de mama para sentir as costelas sob ele, verificando a presença de nódulos ou protuberâncias. No entanto, se o seu implante da mama for preenchido com solução salina, tome cuidado para não manipular (isto é, comprimir) a válvula excessivamente, pois isso pode causar vazamentos e a deflação do implante. Quaisquer nódulos novos ou lesões (feridas) suspeitas devem ser avaliados por meio de biópsia. Caso seja realizada uma biópsia, deve-se tomar cuidado para evitar a perfuração do implante.

 

O QUE É A CIRURGIA DE IMPLANTE DE MAMAS (MAMOPLASTIA DE AUMENTO COM PRÓTESE DE SILICONE)

 

 

A cirurgia de implante de mama é aquela na qual se usa prótese de silicone para aumentar o volume e projeção da mama ou mesmo amenizar assimetrias (situação na qual as mamas têm posições e tamanhos diferentes).

 

 

A CONSULTA

 

 

O Dr. Wulkan vai dedicar grande parte da consulta fornecendo todas as informações sobre a cirurgia para que você se sinta confortável e confiante com a segurança do procedimento.

 

Na consulta, as mamas serão examinadas minuciosamente quanto ao tamanho, formato e qualidade da pele. Em algumas situações, é necessário realizar um procedimento conjunto com o implante mamário para “levantar a mama” (cirurgia de mama feminina).
Para ser submetida à cirurgia de implante de mama é necessário que a paciente seja avaliada a fim de excluir doenças malignas e benignas da mama. O ideal é que a paciente seja avaliada por uma equipe multidisciplinar de plástico e mastologista para dar toda a tranqüilidade e segurança à paciente. Excluindo situações de mal formação no desenvolvimento mamário, a cirurgia para inclusão de prótese de mama é eminentemente estética. Portanto, não existe pressa para ser operada. Dessa maneira, enfatizamos que a paciente só deverá ser submetida a procedimento cirúrgico estético se não tiver nenhuma contra-indicação oncológica e clínica.

É importante que a paciente tenha uma idéia de qual é o tamanho de mama que ela gostaria de ter. Para auxiliá-la, o Dr. Wulkan vai oferecer moldes de implante de silicone de tamanhos diferentes embaixo do sutien para que a paciente possa se olhar no espelho e escolher o tamanho que mais lhe agrade. Ainda na consulta, a paciente pode trazer fotos de pessoas que considera ter o formato e tamanho de mamas “ideais” para o seu tipo de corpo.

O Dr. Wulkan vai explicar em detalhes as três opções mais comuns para a inclusão do implante de silicone que resultam em diferentes locais de cicatriz: axila, aréola ou abaixo da mama (no sulco mamário). Embora raro e pouco usado, existe ainda uma opção em que se inserem as próteses de mama através da cicatriz abdominal. Embora pareça ser uma ótima opção, não costuma ser apreciada pela maior parte dos cirurgiões plásticos, principalmente pela dificuldade em controlar o sangramento e pelo resultado estético questionável.

Visto o leque de opções, a consulta deve ensinar o paciente sobre riscos, intercorrências e complicações da mamoplastia de aumento com implante de silicone nos mínimos detalhes.

Cada técnica apresenta vantagens e desvantagens e a paciente deve ter oportunidade de opinar em conjunto com o Dr. Wulkan qual a melhor opção para o seu caso. Importante lembrar que não é apenas uma escolha do local da cicatriz; trata-se de uma conjuntura de fatores que podem nortear a melhor e mais segura técnica para a paciente. Serão avaliados o aumento de volume desejado, estrutura do tórax, tipo de pele/glândula, espessura da pele, largura/projeção/altura da mama e o mais importante: a preferência da paciente. O Dr. Wulkan vai avaliar, entre outros fatores, a elasticidade da pele mamária visto que a mesma precisa comportar naturalmente o implante.

O sucesso da cirurgia de prótese de mama está diretamente relacionado com a habilidade do cirurgião, avaliação criteriosa da saúde da paciente e pós-operatório adequado. É esperado que a paciente compartilhe as expectativas da cirurgia e histórico médico. No final da consulta, serão solicitados exames pré-operatórios e, se necessário, avaliação de outros especialistas.

O pós-operatório da cirurgia de prótese de mama será explicado em detalhes. No final da consulta, o paciente recebe informativos e/ou livro de autoria do Dr. Wulkan que contém informações detalhadas sobre todos os passos necessários de quem deseja fazer a plástica de mama com implante de silicone. Com as informações sobre sobre o procedimento, preparo da cirurgia, cuidados pré e pós-operatórios lidas com antecedência, pode-se ainda voltar em consulta ou tirar as dúvidas pelo telefone diretamente com o Dr. Wulkan. É imprescindível que o paciente cumpra as orientações pós-operatórias e retorne ao consultório sempre que solicitado.

O Dr. Wulkan encoraja os pacientes para que tragam suas dúvidas à consulta, a fim de que sejam esclarecidas com o máximo de acurácia possível. Como a consulta é rica em detalhes, pode-se trazer as dúvidas anotadas em papel de maneira a serem respondidas pontualmente como um “check list”. A dedicação que temos com a paciente é fundamental para trazer confiança e informação, ambas essenciais para se obter sucesso na cirurgia de implante de mama.

 

DÚVIDAS COMUNS DE QUEM DESEJA IMPLANTE DE MAMAS 

 

 

1-Quais as principais indicações para a mamoplastia de aumento com uso de implante de silicone?

 

As principais indicações para o uso de prótese de silicone são:
-Pacientes com seios pequenos em relação ao resto do corpo.
-Pacientes com seios de tamanhos/posições diferentes e que não desejam reduzir a mama de volume maior.
-Pacientes com mamas de volume médio e que desejam a plástica das mamas para adquirir um novo padrão de beleza corporal.
-Pacientes com seios levemente “caídos” (ptose mamária discreta), geralmente observados após amamentação ou perda leve-moderada de peso.
-Pacientes que desejam reconstruir os seios após o tratamento do câncer de mama.
-Pacientes que desejam ter mamas mais “firmes”.

2-Qual a principal contra-indicação para a plástica dos seios com uso de implante de silicone apenas?

Quando a paciente deseja aumentar o volume mamário e existe queda excessiva da mama na presença de pele flácida (ptose mamária acentuada), a plástica dos seios deve ser abordada associando o implante de silicone à técnicas de remodelamento mamário (mastopexia com prótese de silicone).

3- Como são os tipos de implantes?

Em termos gerais, podemos dividir os implantes quanto ao perfil (baixo, moderado, alto ou anatômico) e ao seu tipo de superfície (lisa, texturizada ou coberta com poliuretano).
O implante de silicone tem sido utilizado por décadas na cirurgia de plástica dos seios e sua qualidade evoluiu muito nos últimos anos, melhorando os resultados e minimizando complicações.

A tendência atual é que o conteúdo dos implantes seja também de silicone, embora existam cirurgiões que ainda utilizam implantes com solução salina. No Brasil, nossos cirurgiões tendem a optar, na maioria dos casos, por implantes com conteúdo de silicone pela maior similaridade com o seio natural.

Nada substitui a consulta médica para avaliação precisa de qual tipo de implante deverá ser usada.

4-Quais são as vias de acesso para se colocar o implante de mamas durante a plástica dos seios?

O implante de silicone pode ser colocado pelas seguintes locais:
 

  • axila: a cicatriz fica situada num sulco natural de pele da axila.
  • sulco mamário: a cicatriz resultante fica escondida na parte de baixo da mama (sulco mamário).
  • peri-areolar: a cicatriz fica na transição da parte externa da aréola com a pele.
  • cicatrizes prévias: excepcionalmente, pode-se optar por local no seio (ou próximo dele) que tenha cicatriz antiga.
  • cicatriz umbilical: pouco usada pela maioria dos médicos.

5- Qual o tamanho ideal da minha prótese de silicone?

Cada paciente deve ser examinada em consulta médica para que todos os parâmetros de proporção corporal sejam avaliados em detalhes. Somando-se à essa análise, a paciente também deve expressar o seu desejo de como vai ficar sua futura silhueta, atentando-se para evitar exageros e artificialidade.

A plástica dos seios é uma das cirurgias cujos resultados maximizam bastante a auto-estima e feminilidade; mas é preciso ter senso estético e harmônico para que o aspecto final não ultrapasse a linha tênue do “normal” para o “artificial”.

6- Onde o implante de silicone fica? Quem escolhe o local?

O implante de mama pode ficar na frente ou atrás do músculo peitoral maior. Existem pontos positivos e negativos de ambos os locais. A prótese de silicone na frente do músculo (em posição subfascial ou subglandular) tem menos chance de distorção da mama devido ao deslocamento do implante durante a contração muscular. No entanto, pacientes extremamente magras ou com pouquíssima mama precisam de uma “cobertura extra” (músculo peitoral maior) para que as bordas do implante de mama não sejam notadas. Outro benefício inerente ao posicionamento da prótese de mama é que atrás do músculo existe menor chance de contratura capsular. Mas nada é perfeito e sabe-se que o implante mamário atrás do músculo resulta num pós operatório mais doloroso e pode deslocar o implante para cima.

Durante a consulta médica, o Dr. Wulkan vai examinar o tipo de pele e característica dos seios como um todo. Só após a avaliação será possível dizer qual a melhor opção do local do implante para a plástica dos seios.

7- O implante de mama interfere na lactação (amamentação)?

Teoricamente não. O implante nos seios fica abaixo do tecido mamário onde é produzido o leite e, portanto, é seguro para a paciente ter implante de silicone e amamentar. No entanto, existem vias de acesso para a inclusão do implante de silicone que lesam menos tecido mamário. Por exemplo, nas vias axilar e pelo sulco mamário, o cirurgião pode fazer um descolamento da região operada imediatamente abaixo de toda glândula mamária. Isto não ocorre pela via de acesso periareolar pois, inevitavelmente, a dissecção vai passar por dentro do tecido mamário até chegar na área a ser descolada para a inclusão do implante.

Importante lembrar que após a lactação, a mama pode “diminuir” de tamanho de maneira que ocorra também sobra de pele. Este fato pode trazer a necessidade de uma nova plástica dos seios utilizando um tamanho maior deprótese de silicone e/ou com novas cicatrizes na mama para se retirar o excesso de pele.

8- Quanto tempo se pode ficar com o mesmo implante?

É usual dizer que, em média, a cada 10 anos pode-se trocar a prótese. Atualmente, prefere-se dizer que a troca deve ser realizada apenas quando ocorrer a necessidade da mesma. Isto pode ocorrer antes ou depois de 10 anos e não é possível prever quando será necessária uma outra plástica dos seios. A troca pode ter relação com a formação de cápsulo no implante de silicone como vamos ver a seguir.

9- O que é o encapsulamento do implante de mama? É possível prevenir?

Sempre que se utiliza qualquer material não biológico no corpo humano, o organismo responde a este “corpo estranho” formando uma cápsula ao redor dele. Trata-se de um mecanismo de defesa pois o corpo não reconhece o implante de silicone como parte dele. A conseqüência dessa reação é a formação de um tecido ao redor do implante que pode contrair e apertar o mesmo, deixando-o mais firme. 

O encapsulamento após a plástica dos seios com prótese de silicone pode ocorrer a qualquer momento e sua intensidade varia para cada pessoa. O importante é saber que, embora o encapsulamento irá ocorrer para todos os pacientes, apenas algumas vezes resultará em sintomas e/ou queixas estéticas. A “firmeza” da mama pode variar de praticamente imperceptível e indolor até contrações de pele e desconforto no local. Portanto, apenas nestes casos a reintervenção cirúrgica poderá ser necessária (retirada da cápsula, remoção ou troca do implante de mama). Vale a pena ressaltar que mesmo após a cirurgia pode ocorrer novo episódio de contratura capsular.

Embora ainda não existam mecanismos totalmente eficazes para se evitar o encapsulamento, alguns cuidados podem ser feitos para minimizar a sua ocorrência. Cirurgiões plásticos capacitados sempre se atentam para este fato de maneira que realizam manobras/cuidados específicos durante e após a cirurgia de plástica dos seios para diminuir a chance de ocorrer o encapsulamento com repercussão clínico-estética do implante.

10- Existem outras alterações que podem decorrer do uso de implante de silicone?

Sim, mas são raros. O Dr. Wulkan vai discorrer sobre o assunto durante sua consulta e exame físico.

11- O implante de silicone pode resultar em câncer de mama?

Os estudos mais recentes até a atualização deste site não mostram evidências científicas de risco aumentado de câncer de mama por mulheres que utilizam implante de silicone.

12- A recuperação é dolorosa?

Geralmente, a recuperação da plástica dos seios com implante de mama não é muito dolorosa. No entanto, a dor é um sintoma muito subjetivo; algumas pacientes não referem necessidade de analgésicos enquanto outras precisam de medicamentos mais forte para dor. De qualquer forma, o incômodo inicial costuma ceder com os medicamentos receitados e cuidados pós operatórios. Sabe-se também que a técnica na qual se coloca o implante atrás do músculo peitoral maior costuma ser mais dolorosa pois “estica” o mesmo até que ele se acostume à nova posição (isto costuma ser temporário).

13- Vale a pena fazer a plástica dos seios com prótese de silicone?

A mamoplastia de aumento com implante de mama é uma das cirurgias plásticas mais realizadas no mundo. A maioria das pacientes que usam implante de silicone refere estar muito feliz com sua nova feminilidade.

Apenas a paciente pode afirmar se os benefícios da cirurgia são maiores do que possíveis intercorrências/complicações. A prática médica nos permite opinar que a plástica dos seios é um procedimento relativamente seguro e que traz benefícios psicológicos (auto-estima) e sociais para a mulher moderna.

 

O PROCEDIMENTO

 

 

Existem muitas empresas de implante de silicone atualmente e os preços variam bastante. Neste momento, vale salientar que a cirurgia vai colocar uma prótese de mama que não faz parte do seu corpo e, portanto, o Dr. Wulkan vai oferecer o que há de mais moderno e seguro para a paciente pois só assim minimizará as chances de complicações.

 

Desconfie de médicos que ofereçam implantes abaixo do preço usual. Tenha consciência da importância de usar um implante de silicone com material e tecnologia reconhecida para que seus resultados sejam o melhor possível e sem complicações. O Dr. Wulkan só utiliza implantes aprovados pelo FDA americano que utiliza rigorosas provas de qualidade e são reconhecidos internacionalmente pela sua segurança.

Entre a grande variedade de opções, existem implantes biocompatíveis e texturizados de silicone; alguns cirurgiões podem optar por implante de superfície lisa ou que sejam preenchidos por solução salina, mas esta não costuma ser a escolha do Dr. Wulkan.

Após escolher em conjunto com a paciente o local da incisão, o implante de silicone é colocado atrás da glândula mamária, atrás da fáscia da glândula mamária ou em baixo do músculo grande peitoral. Neste momento, o local que vai receber a prótese de mama deve ser dissecado com muito cuidado e precisão para se obter um aspecto bem natural. Fecha-se a incisão com pontos internos e absorvíveis. Eventualmente, pode-se usar pontos externos que serão retirados após 7 dias de cirurgia. Como opção, o Dr. Wulkan pode preferir usar uma cola biológica de maneira que você não vai precisar tirar qualquer ponto no pós operatório, além de poder tomar banho já no dia seguinte à cirurgia.

Cuidados especiais durante e após a cirurgia otimizam a qualidade da cicatriz, tornando-a praticamente imperceptível. Siga corretamente as orientações do Dr. Wulkan. Poderemo optar pelo uso de cremes cicatrizantes, massagens especíicas e uso de tiras de silicone para melhorar a cicatriz do implante de mama.

 

SOU UMA CANDIDATA PARA A CIRURGIA DE PRÓTESE DE SILICONE?

 

 

 De maneira geral, podemos dizer que as seguintes pacientes podem ser submetidos à cirurgia de aumento das mamas com implante de silicone:

 

  • Adultos* de peso ideal e estável.
  • Paciente jovem com desenvolvimento completo das mamas.
  • Adultos com leve sobrepeso. No caso de desejar perder muito peso, é melhor aguardar até que o peso ideal seja alcançado.
  • Pacientes com mamas muito pequenas em comparação com o resto do corpo.
  • Repercussão psicológica devido à aparência da mama e que dificulte atividades sociais (Ex: exercícios físicos, timidez ao usar roupa de banho).
  • Pacientes que têm uma mama maior que a outra ou em alturas diferentes (assimétricas). Esta situação pode ser de causa hereditária ou ocorrer após grande perda de peso e amamentação.
  • Pacientes que não estejam grávidas, amamentando ou com infecção em qualquer lugar do corpo.
  • Pacientes que planejam engravidar num curto período devem postergar a cirurgia.
  • Pacientes saudáveis que não tenham contra-indicações médicas para serem submetidos a procedimento cirúrgico.
  • Pacientes que não tenham doenças malignas de mama. Caso afirmativo, devem ser avaliadas em conjunto com equipe de mastologistas para liberação de procedimento simultâneo de plástica e retirada do tumor.
  • Pacientes sem dificuldades para cicatrização.
  • Pacientes emocionalmente estáveis, otimistas e realistas com a limitação do procedimento.
  • Pacientes comprometidos com uma maneira saudável de viver, incluindo alimentação e exercícios.
  • Pacientes que sigam à risca a orientação médica pós-operatória e venham ao consultório sempre que solicitados. É preciso estar preparada para eventual intercorrência e o Dr. Wulkan sempre estará ao seu lado durante toda sua recuperação.

* Homens também podem fazer a cirurgia de implante mamário para ter um “peitoral” mais forte (simulando ganho muscular com academia) ou para ter a mamas femininas.

 

O Dr. Wulkan faz parte das seguintes entidades médicas:
Certificados
Certificados
Certificados