Procedimentos

Coxas

PLÁSTICA DE COXAS / LIFTING DE COXAS

 

Viver num país tropical resulta em grande parte do tempo em parcial exposição do corpo, seja no dia a dia (ex: uso das saias pelas mulheres) ou mesmo na praia/piscinas. O envelhecimento normal do ser humano pode acometer a parte inferior do corpo como em qualquer outra região. Pacientes que perdem muito peso ou que sofrem com o envelhecimento natural podem apresentar queixas estéticas na parte interna da coxa e na região abaixo do culote. Também é comum a queixa de sentir desconforto ao andar pois o excesso de pele da parte interna da coxa causa atrito próximo à parte íntima podendo até resultar em infecção no local e mau cheiro. A queixa de “coxa gorda” pode ser minimizada com a plástica de coxas.

O lifting de coxas trata a frouxidão de pele pendente e excesso de gordura localizada tratando a parte estética e funcional dessa região.

O tipo de cirurgia vai depender do exame do paciente e de sua queixa principal.

As seguintes opções são as mais comuns:

Lipoaspiração/Lipoescultura: em casos selecionados de pacientes jovens, com boa elasticidade e com pouco depósito de gordura localizada. Com esta abordagem, espera-se que a pele consiga se retrair o suficiente para modelar o novo contorno das coxas.

Lifting com incisão reduzida e Lipoescultura: em pacientes com moderado excesso de pele e gordura nas coxas. A incisão fica na parte interna e alta da coxa, oblíquamente no sulco da virilha em direção ao abdome.

Lifting com incisão ampliada e Lipoescultura: em pacientes com grande excesso de pele e gordura nas coxas. A incisão é longitudinal na parte interna da coxa e sua extensão varia conforme a necessidade (pode chegar até o joelho). A incisão ampliada pode ser acompanhada também da incisão reduzida.

Lifting com procedimento conjunto de com a  plástica de abdome.

LOWER BODY LIFT (Lifting com procedimento conjunto plástica de abdome e remodelamento de nádegas): em pacientes que querem aproveitar o mesmo tempo cirúrgico para corrigir todas as alterações da porção inferior do corpo.

O Dr. Wulkan utiliza as técnicas com menor cicatriz possível que foram aprendidas em Harvard e University of Pittsburgh que são centros mundiais importantes de contorno corporal.

 

A CONSULTA

 

 

A consulta médica é essencial para o planejamento conjunto da abordagem terapêutica. Após exame minucioso, o Dr. Wulkan vai apontar benefícios e potenciais intercorrências/complicações de cada opção cirúrgica de plástica de coxas. Eventualmente, poderá indicar apenas exercícios específicos para que você tenha uma melhora da tonicidade e forma das coxas. Sempre que possível, é melhor evitar uma cirurgia desnecessária.

 

O benefício da plástica de coxas é notado imediatamente após a cirurgia, sendo os resultados definitivos apreciados com a resolução do edema e cicatrização.                                                                       

O pós-operatório da plástica de coxas será explicado em detalhes. No final da consulta, o paciente recebe informativos e/ou livro de autoria do Dr. Wulkan que contém informações detalhadas sobre todos os passos necessários de quem deseja fazer a plástica de coxas. Com as informações sobre sobre o procedimento, preparo da cirurgia, cuidados pré e pós-operatórios lidas com antecedência, pode-se ainda voltar em consulta ou tirar as dúvidas pelo telefone diretamente com o Dr. Wulkan. É imprescindível que o paciente cumpra as orientações pós-operatórias e retorne ao consultório sempre que solicitado.

O Dr. Wulkan encoraja os pacientes para que tragam suas dúvidas sobre plástica de coxas na consulta, a fim de que sejam esclarecidas com o máximo de acurácia possível. Como a consulta é rica em detalhes, pode-se trazer as dúvidas anotadas em papel de maneira a serem respondidas pontualmente como um “check list”. A dedicação que temos com o paciente é fundamental para trazer confiança e informação, ambas essenciais para se obter sucesso na cirurgia.

 

O PROCEDIMENTO

 

 

O Dr. Wulkan está à sua disposição para avaliação com hora marcada em consultório.
Um exame físico e funcional da área a ser operada será realizado com a conivência do candidato à cirurgia. A motivação e expectativa do paciente serão discutidas para esclarecer ao máximo se as mesmas podem ser alcançadas com a cirurgia. Juntos, o Dr. Wulkan e o paciente vão decidir quais são as possíveis opções mais adequadas da futura silhueta do corpo. Com o auxílio de espelhos, será mostrado o excedente de gordura e pele que pode ser retirado e se há indicação de aumentar o volume em alguma outra região para ter maior proporcionalidade (Ex: nádegas). Esta abordagem conjunta é a lipoescultura e lipoenxertia estruturada.
Pacientes que almejam a cirurgia para corrigir deformidades adquiridas após grande perda de peso (ex: após cirurgia bariátrica) também se beneficiam do procedimento (contorno corporal pós grande perda de peso).
A finalidade é melhorar o contorno corporal e não a perda de peso; a cirurgia deve ser encarada apenas como um coadjuvante para minimizar o excesso de pele e gordura do abdome. Em pacientes comprometidos com um estilo de vida saudável, exercícios regulares e deita balanceada, a durabilidade dos resultados se torna quase definitiva.
Serão discutidas opções de anestesia, riscos, local da cirurgia, intercorrências e complicações do procedimento nos mínimos detalhes.
O sucesso da cirurgia está diretamente relacionado com a habilidade do cirurgião, avaliação criteriosa da saúde do paciente e pós-operatório adequado. É esperado que o paciente compartilhe as expectativas da cirurgia e histórico médico. No final da consulta, serão solicitados exames pré-operatórios e avaliação de outros especialistas, se necessário.
O pós-operatório será explicado em detalhes. É imprescindível que o paciente cumpra as orientações pós- operatórias e retorne ao consultório sempre que solicitado.
O Dr. Wulkan encoraja que os pacientes tragam dúvidas na consulta que serão respondidas com o máximo de acurácia possível.

 

A cirurgia com as técnicas aprendidas em Harvard e University of Pittsburgh é individualizada para cada indivíduo pois uma ou mais situações podem estar presentes no paciente:

• apenas excesso de pele na parte superior e interna da coxa

• excesso de pele e gordura na parte superior e interna da coxa

• excesso de pele e gordura na parte superior e interna e externa da coxa (culote)

• excesso de pele e gordura na em toda extensão da coxa

A remoção da gordura pode ser feitas com o auxílio de lipoaspiração. O cirurgião pode optar em esperar 3-6 meses para ocorrer a retração de pele (com o objetivo de evitar um procedimento que resulte em cicatriz maior) ou realizar a ressecção de pele no mesmo momento. A técnica selecionada da plástica de coxas vai depender do grau de correção necessária.

É importante notar que a lipoaspiração pode ser até mesmo contra indicada em ser realizada sozinha quando o paciente tem grande flacidez e com pouca elasticidade de pele. Isto porque o resultado de se “tirar” a gordura vai acabar piorando o aspecto da coxa, de maneira a ficar ainda pior o enrugamento e contorno da pele no local.

O lifting de coxa com incisão visa, além de retirar o excesso de gordura localizada, retirar a pele pendente e reposicionar a mesma para que o contorno das coxas fique o mais liso possível.

 

SOU UM CANDIDATO PARA A PLÁSTICA DE COXAS (LIFTING DE COXA)?

 

 

Os seguintes critérios devem ser rigorosamente seguidos para se realizar a cirurgia estética de coxa:

 

  • Pacientes submetidos à cirurgia bariátrica ou grande perda de peso devem ter liberação do seu cirurgião geral. De maneira geral, esperamos a perda de 40% do peso para que o procedimento estético-funcional possa ser realizado após 12-18 meses de estabilidade do peso.
  • Pacientes com alta motivação, emocionalmente estáveis, otimistas e realistas com a limitação do procedimento.
  • Pacientes não fumantes ou que parem de fumar até 1 mês antes da cirurgia e em definitivo durante todo o processo de recuperação cirúrgico. O tabagismo aumenta cerca de 4 vezes as chances de ocorrer complicações pós operatória.
  • Pacientes que não tenham infecção ou doença dermatológica ativa na área a ser operada.
  • Pacientes saudáveis que não tenham contra-indicações médicas para serem submetidos a procedimento cirúrgico.
  • Pacientes não fumantes.
  • Pacientes sem doença vascular nas pernas, especialmente linfedema (acometimento dos vasos linfáticos), insuficiência arterial/venosa das coxas e pernas (membros inferiores).
  • Pacientes sem dificuldades para cicatrização.
  • Pacientes que sigam à risca as orientações médicas pós-operatórias e disponíveis para ir ao consultório sempre que solicitados. É preciso estar preparado para eventual intercorrência, sabendo que sempre terá ao lado a presença e cuidados constantes do Dr. Wulkan.
O Dr. Wulkan faz parte das seguintes entidades médicas:
Certificados
Certificados
Certificados