QUAIS FORAM OS PROCEDIMENTOS ESTÉTICOS MAIS FEITOS NOS EUA EM 2015?

 

A ASPS (American Society of Plastic Surgeons) divulgou seu estudo estatístico de procedimentos estéticos feitos no ano de 2015. A cirurgia mais feita foi de implante mamário para aumentar as mamas. A lipoaspiração e a rinoplastia foram as cirurgias mais feitas depois do implante mamário. A seguir, vieram respectivamente, blefaroplastia (plastica de palpebras) e plastica de abdome (abdominoplastia).

Em relação aos procedimentos estéticos não cirurgicos, o uso de toxina botulínica reinou absoluta, com quase 6,7 milhões de aplicações, quase o triplo do uso de preenchimentos faciais e mais de cinco vezes o uso de peelings faciais.

No Brasil, ainda não temos a divulgação dos dados estatísticos da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Sabemos que as cirurgias de  lipoaspiração/lipoescultura, rinoplastia, implante mamário também são muito requisitadas pelas nossas pacientes. No entanto, algumas diferenças existem nas preferências nacionais. Por exemplo, o volume de implante mamário usado no Brasil costuma ser menor do que o adotado pela média das americanas; nossos pacientes de rinoplastia e rinoplastia secundária tem desejado cada vez mais um resultado natural; temos usado a gordura retirada na lipoaspiração para ser reaplicada em áreas de pouco contorno corporal e volume.

O Brasil e os Estados Unidos são os países que mais realizam cirurgias plásticas e procedimentos estéticos. Isso não quer dizer que temos sempre qualidade, visto que as opções são muitas. Por isso, procure sempre um médico cirurgião plástico da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

(IMAGENS MERAMENTE ILUSTRATIVAS; NÃO REPRESENTAM PACIENTES REAIS OU TRATAMENTOS OU PROMESSAS DE RESULTADO)