Número de mastectomia profilática aumentou na última década nos EUA

 
cancer de mama Segundo estudo recente publicado no Annals of Surgery, 51,2% das pacientes com diagnostico de cancer de mama nos Estados Unidos optam por realizar a retiradas das mamas, mesmo sem comprovação científica e sem a presença de mutação no BRCA1 ou BRCA2.

Os pesquisadors de Harvard nesse estudo relataram que a sobrevivencia das pacientes que fizeram uma cirurgia conservadora ou a retirada total das mamas foi a mesma.

À luz do conhecimento atual, segundo este estudo, não é válido fazer a retirada profilática das mamas em alguns casos de cancer mamário.

Portanto, é importante sempre se consultar com um cirurgião plástico da SBCP e mastologista que possam orientar corretamente a conduta particularizada para cada caso.

Não existe receita de bolo para rinoplastia, plastica de abdome, cirurgias estéticas e no tratamento do cancer de mama.