Não misture Cirurgia Plástica e Álcool

Selecionamos cinco razões pelas quais você não deve misturar álcool e cirurgia plástica.

1. Inchaço
Depois de se submeter a uma cirurgia plástica, você deseja que o seu corpo fique do tamanho esperado o mais rápido possível.
Entretanto, o consumo de álcool “alarga” os vasos sanguíneos, provocando inchaço no local operado e no resto do corpo.
Pacientes que desejam fazer uma rinoplastia devem ter o cuidado redobrado, pois o nariz é ainda mais suscetível ao inchaço, especialmente nos casos em que se realiza a fratura dos ossos nasais para deixá-los mais finos e uniformes.

2. Sangramento
Todas as cirurgias invasivas requerem um longo periodo de recuperação e apenas o álcool prejudica a recuperação. 
Alguns médicos consideram que se o sangue estiver “diluído”, os pacientes que ingerem bebida alcoólica no pós-operatório correm mais risco de ter um sangramento e uma recuperação prolongada.

3. Suscetibilidade à dor
Pacientes acostumados a ingerirem álcool com frequência, podem achar que medicamentos para a dor não funcionam tão bem ou não têm efeito duradouro. Isso é mais comum se o medicamento para dor for metabolizado no fígado da pessoa que já tem algum comprometimento de função hepática.

4. Bebida alcoólica pode fazer com que medicamentos tornem-se perigosos
Além do álcool “adormecer” os efeitos de uma medicação, a bebida pode interagir com a dor e outras medicações, tornando-as prejudiciais e até mesmo perigosas para o organismo. Por exemplo, antibióticos podem ter sua ação prejudicada se tomados junto com álcool.

5. Desidratação
O álcool, quando ingerido em excesso, faz com que urinemos mais, que por sua vez, leva á desidratação e pele seca.

Para bons resultados, é recomendado a abstenção de álcool algumas semanas antes e depois da cirurgia.
Lembrando que o prazo pode variar de acordo com o procedimento.

Tire suas dúvidas. Consulte o seu médico de confiança!

Dr. Wulkan
Cirurgia Plástica / Rinoplastia