Dúvidas comuns sobre a Cirurgia de Implante Mamário

Algumas questões são comuns para aqueles que já estão dispostos a fazer a Cirurgia de Implante Mamário, também conhecido como Mamoplastia de Aumento com implante de silicone.
Outras, porém, são pertinentes àqueles que ainda possuem dúvidas sobre utilizar ou não o implante durante a cirurgia.

Aproveite para tirar suas dúvidas, mas lembre-se de perguntar detalhadamente cada questão ao seu médico de confiança.

1. Quais as indicações para a plástica dos seios com o uso de implante (“prótese”) de silicone?
As principais indicações são:
- Pacientes com seios pequenos em relação ao resto do corpo;
- Pacientes insatisfeitos com tamanhos/posições diferentes (casos extremos ou moderados de assimetria mamária);
- Pacientes com um volume médio de mamas, que desejam a plástica para adquirir um novo padrão de beleza corporal;
- Pacientes com seios caídos (ptose mamária discreta), geralmente observados após amamentação ou perda leve-moderada de peso;
- Pacientes que desejam reconstituir os seios após retirada de doença ou tumor mamário;

2. Como são os tipos de implantes?
Os implantes podem ser dividimos quanto ao perfil (baixo, moderado, alto, anatômico) e ao tipo de superfície (lisa, texturizada ou coberta com poliuretano).
A tendência atual é que os implantes sejam totalmente de silicone em todas as suas camadas, embora ainda existam cirurgiões que utilizam implantes com solução salina (mais notadamente nos EUA). Também existem implantes feitos com silicone e parcialmente com solução salina (vamos discorrer sobre esse assunto em outro tópico desse blog no futuro).

3. Quais as vias de acesso para se colocar o implante durante a cirurgia dos seios?
- Axila: a cicatriz fica localizada num sulco natural de pele da axila
- Sulco mamário: a cicatriz fica localizada na parte de baixo da mama
- Peri-areolar: a cicatriz fica na transição da parte externa da aréola com a pele
- Cicatrizes prévias: excepcionalmente, pode-se optar por local no seio (ou próximo dele) que tenha cicatriz antiga
- Cicatriz Umbilical: pouco usada pela maior dificuldade técnica de coibir sangramento e naturalidade de resultado, além de que nessa técnica só se utiliza o implante de solução salina.

4. Quanto tempo se pode ficar com o mesmo implante?
É comum dizer que os implantes duram, em média, 10 anos. No entanto, atualmente, prefere-se dizer que a troca deve ser realizada apenas quando necessário. Ou seja, o implante de silicone poderá ser trocado num período menor (se ocorrer rejeição)  ou maior de 10 anos (visto que os implantes atuais não tem um seguimento tardio e poderão ser usados por mais tempo se não ocorrerem complicações do seu uso ao longo dos anos).

5. Vale a pena investir na plástica dos seios?
A Mamoplastia de aumento é uma das cirurgias plásticas mais realizadas no mundo.
Apenas os pacientes que realizam a cirurgia podem afirmar se vale a pena investir.
A prática médica nos permite opinar que a plástica dos seios com implante de silicone é um procedimento seguro e traz benefícios psicológicos (autoestima) e sociais para a mulher.

Durante a consulta com seu médico da SBCP, converse sobre riscos e benefícios dessa cirurgia, assim como a escolha do tamanho do implante.
Dica: esteja aberta a diversos tamanhos e modelos de implante ao invés de já trazer um tamanho pré-definido que foi usada por alguma amiga; cada paciente tem sua própria anatomia e isso deve ser respeitado para que o resultado do implante de siicone seja o mais natural possível.

 

(DESENHO MERAMENTE ILUSTRATIVO; NÃO REPRESENTA PACIENTE REAL E NÃO REPRESENTA PROMESSA DE RESULTADOS)