COMO AJUDAR A TER RESULTADOS MAIS NATURAIS EM CIRURGIA PLÁSTICA DE FACE?

Nesses tempos modernos em que a face se torna nosso cartão de visita, observamos uma grande procura pelo cirurgião plástico para melhorar a aparência facial. No entanto, quem nunca viu um amigo do trabalho que tem uma aparência de “operado” ou com “botox vencido”? Para se evitar resultados indesejados, vamos falar um pouco sobre as 3 etapas importantes que todo paciente deve saber quando se deseja melhorar a harmonia e aspecto da face.

 

PRIMEIRA ETAPA: IDENTIFICAR O QUE PODE SER MELHORADO E O PROFISSIONAL DE ESCOLHA

 

lifting facialNem sempre o que achamos que deve ser melhorado é o que de fato precisa ser alterado pelo cirurgião plástico. Para entender essa situação, vamos ao exemplo de uma pessoa que considera o próprio nariz grande. Às vezes, o que ocorre na verdade é uma desproporção do nariz com o queixo e com o volume da maça do rosto; caso ambos tenham pouca projeção (especialmente no semi-perfil e perfil), a pessoa tem impressão que a “culpa” é do nariz. No entanto, a grande distancia entre o ponto de maior projeção do nariz e queixo pode ser “culpa” prioritariamente do queixo se ele for retraído. Nesse caso, de pouco adianta diminuir o tamanho do nariz se o queixo ainda vai estar numa posição inadequada.

Por esse motivo, devemos sempre procurar um cirurgião plástico com experiência em cirurgia de face e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (consulte no site www.cirurgiaplastica.org.br se seu cirurgião plástico é membro efetivo). Apenas durante a consulta médica com seu médico de escolha, o seu cirurgião plástico poderá propor qual a melhor conduta para o seu caso.

 

SEGUNDA ETAPA: A PROPOSTA DA CIRURGIA DE FACE E PROCEDIMENTOS AUXILIARES

 

rinoplastiaDurante a consulta médica, você deve falar exatamente o que te incomoda no seu rosto. Devido a alterações decorrentes do envelhecimento natural da face e da ação solar, o seu médico poderá indicar procedimentos complementares a sua cirurgia de lifting facial (ritidoplastia). Na avaliação do rosto, o seu médico vai levar em conta o que está te incomodando aliado à opinião profissional dele do que pode te oferecer para melhorar a sua insatisfação. Ou seja, ele pode te apresentar opções que você desconhece mas que na opinião dele são pertinentes ao seu caso. Nesse momento, o mais importante é a sua opinião mas tenha a mente aberta para ouvir o seu cirurgião plástico.

Em relação a ritidoplastia, cada caso deve ter uma proposta individualizada, podendo se associar também a melhora da queda do olho e excesso de pele das pálpebras (blefaroplastia). Existem diversas técnicas com diferentes tamanhos de cicatrizes. Sim, existem cicatrizes! Usualmente ficam bem escondidas e de boa qualidade. Na cirurgia, geralmente o cirurgião plástico aborda o músculo que está abaixo da pele de maneira a reposicioná-lo para cima e para trás, “puxando o que caiu”. A seguir, ele retira o excesso de pele. Com isso, conseguimos o resultado de uma “puxadinha” que tanto fazemos na frente do espelho. A cautela maior nesse ponto é que não se deve exagerar na tração e na ressecção de pele e, assim, mantemos o resultado o mais natural possível. Quando se puxa muito a pele, o rosto fica excessivamente esticado e com o aspecto óbvio de que foi operado.

Com a cirurgia de lifting facial, o médico consegue melhorar a parte interna do rosto. Outro ponto a ser feito que complementa o resultado da cirurgia é a indicação de procedimentos estéticos complementares. É muito importante entender que o resultado natural é uma soma de melhorar a fundação/estrutura profunda da face e contornos superficiais. Para isso, o seu cirurgião plástico pode usar de gordura do próprio paciente para melhorar o volume perdido na face (lipoenxertia) ou aplicar ácido hialurônico (entre outros produtos existentes no mercado). Além disso, pode-se melhorar a textura da pele com peelings, laser ou aplicação de produtos que estimulam a produção de colágeno.

Em relação ao equilíbrio das regiões da face, o médico poderá abordar o queixo e área das maças do rosto para trazer mais harmonia com o nariz e face. A rinoplastia também é uma cirurgia que pode ajudar no rejuvenescimento da face, especialmente quando o nariz se apresenta grande e com a ponta caída. Outra parte pouco lembrada é o lóbulo da orelha: o médico pode reduzir ou remodelar o lóbulo deixando-o esteticamente mais bonito, caso exista necessidade.

 

TERCEIRA ETAPA: MANUTENÇÃO DOS RESULTADOS

 

ritidoplastiaVamos lembrar de algo importante: nenhuma cirurgia plástica promete resultados para toda a vida. Por isso, é importante fazer procedimentos que ajudam a manter o resultado obtido com a cirurgia. Da mesma maneira que uma pessoa que faz lipoaspiração precisa se manter no peso para não engordar e perder o resultado, o paciente que faz procedimentos na face precisa se cuidar para manter sua harmonia facial.

Para isso, é importante fazer o uso frequente de filtro solar, várias vezes ao dia. Converse com seu dermatologista para ter indicação do melhor produto para seu caso. Precisamos também ter uma boa alimentação e hidratação da pele. Por fim, lembre-se que se no seu caso foi usado produto que será absorvível ao longo dos meses/anos, vale a pena reaplica-lo enquanto ainda não se perdeu todo o produto ao invés de esperar toda a absorção do mesmo. Com isso a pele do local não fica sem volume e o resultado tende a ser mais natural.

 

(IMAGENS MERAMENTE ILUSTRATIVAS; NESSE TEXTO NÃO APRESENTAMOS PACIENTES REAIS OU TRATAMENTOS OU TÉCNICA EXCLUSIVA OU PROMESSAS DE RESULTADO; CONVERSE SEMPRE COM SEU MÉDICO DE CONFIANÇA PARA TIRAR DÚVIDAS)