Cirurgia para obstrução nasal pode ter mais custo-benefício que o uso de sprays

Estudo recente feito pela Universidade de Stanford afirma que a realização de cirurgia nasal em pacientes com obstrução nasal anatômica documentada tem melhor custo-benefício que o uso de terapia medicamentosa. O estudo não fala especificamente sobre rinoplastia estruturada ou rinoplastia secundária.

O estudo ainda aponta que desvio de septo grande não são tratados pelo uso de medicamentos mas sim pela cirurgia (mesmo que tenha recorrencia do desvio).

No estudo publicado na JAMA Facial Plast Surg, 179 pacientes tinha diagnóstico de obstrução nasal, desvio de septo e estenose da válvula nasal.  As informações do estudo permitem deduzir que a conduta de que os pacientes com obstrução nasal  devem primeiramente fazer terapia medicamentosa antes de cirurgia pode na verdade atrasar um tratamento adequado para muitos pacientes, especialmente quando apresentam obstrução nasal acentuada.

 

O Dr. Wulkan acrescenta que ainda não existe cura para alergia nasal e rinite e, por isso, mesmo com a cirurgia, os sintomas alérgicos podem persistir. Sempre que necessário, o paciente deve acompanhar um otorrinolaringologista ou alergista de sua escolha. No entanto, quando a alteração respiratória se deve principalmente ao compromentimento da válvula nasal (interna ou externa), a melhora na respiração pode ser feita durante a rinoplastia com enxertos de cartilagem.

(IMAGENS MERAMENTE ILUSTRATIVAS; NÃO REPRESENTAM PACIENTES REAIS OU TRATAMENTOS OU PROMESSAS DE RESULTADO)