BICHECTOMIA E TRATAMENTO DA FACE LARGA

especialista em rinoplastiaBICHECTOMIA

 

A cirurgia de bichectomia atua na retirada parcial ou grande parte da bola de bichat quando existe a indicação para isso. Nem todos os pacientes necessitam fazer a bichectomia e nos dias de hoje existe um certo modismo desse procedimento que não pode ser considerado simples ou mesmo banalizado.

O paciente que pode se beneficiar com a bichectomia usualmente apresenta um abaulamento na parte lateral da face. No entanto, nem todos que tem abaulamento nessa região são candidatos a essa cirurgia. Vamos ver a seguir alguns motivos.

rinoplastiaCOMO SABER SE A BICHECTOMIA VAI AMENIZAR O ASPECTO DE UMA FACE CONSIDERADA “LARGA”

O passo inicial e mais importante é ser avaliado por um cirurgião plástico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. O cirurgião plástico é o único profissional que tem treinamento por no mínimo 11 anos na área médica e tem a capacidade de avaliar e tratar o paciente considerando todos os aspectos estéticos da face. O cirurgião plástico, por esse motivo, acaba recebendo também complicações da bichectomia (causadas por pessoas que não são médicos) para que sejam tratadas.

Alguns erros importantes feitos por pessoas não médicas já ocorre na propria avaliação do caso. É fundamental saber a razão do abaulamento; nem sempre ocorre pela bola de bichat. A face larga pode decorrer de hipertrofia do músculo masseter, alteração da parótida, alteração da “maça do rosto”, espessura do subcutâneo, entre outras coisas. Portanto, a avaliação deve ser muito criteriosa e exames subsidiários costumam ser pedidos para melhor compreensão do caso. Ou seja, assim como ocorre na rinoplastia e implante mamário, não existe uma única maneira de se tratar a face larga.

Um detalhe interessante é que a bichectomia não deixa cicatriz visível por fora da face. Toda a cirurgia é realizada por dentro da boca por meio de uma pequena incisão localizada perto dos dentes do fundo da boca.

 

rinoplastia secundariaBICHECTOMIA PODE SER FEITA JUNTO COM RINOPLASTIA, LIFTING DE FACE, OTOPLASTIA E OUTRAS CIRURGIAS

A bichectomia pode ser feita no mesmo tempo cirúrgico que outras cirurgias plásticas. Tudo deve ser considerado e avaliado pelo seu cirurgião plástico durante sua consulta particular. Devemos sempre avaliar a face como uma unidade indivisível e não por setores; assim, tentamos manter a maior naturalidade dos resultados.

O resultado da bichectomia, assim como ocorre na rinoplastia, depende da espessura da pele do paciente. Usualmente, observamos que quanto mais espessa a pele, menor é a retração pós-cirúrgica. Mesmo assim, costuma trazer benefício para o paciente que deseja mudanças sutis e sem exagero.

 

(IMAGENS MERAMENTE ILUSTRATIVAS; NÃO REPRESENTAM PACIENTES REAIS OU TRATAMENTOS OU TÉCNICA EXCLUSIVA OU PROMESSAS DE RESULTADO; CONVERSE SEMPRE COM SEU MÉDICO DE CONFIANÇA PARA TIRAR DÚVIDAS)