ANESTESIA EM CIRURGIA PLÁSTICA

Existem diversos tipos de anestesia que podem ser feitos nas cirurgias plásticas. Em abdominoplastia, por exemplo, o mais comum é optar pela anestesia geral, assim como ocorre com a rinoplastia. Em implante de mama, pode-se fazer com anestesia local e sedação, mas o paciente pode optar por fazer com anestesia geral também, desde que esteja de acordo com a indicação do anestesista.

Vamos falar um pouco sobre esse profissional que é tão importante nas cirurgias plásticas: o anestesista.

 

O MÉDICO ANESTESISTA

 

rinoplastia secundaria O médico anestesista é um dos profissionais que fazem parte da equipe de cirurgia plástica. Toda anestesia geral ou com sedação deve ser feita na presença do anestesista. Ele tem a formação de medicina de 6 anos e depois realiza residencia médica de 2-3 anos, podendo se subespecializar se assim desejar.

Ele é o responsável pela vida do paciente durante o procedimento, monitorando ativamente os batimentos cardíacos, pressão sanguínea, respiração e muitos outros parâmetros. Ele auxilia o cirurgião em alguns momentos da cirurgia também: durante uma rinoplastia secundária na qual se utiliza costela, o cirurgião solicita ao anestesista para aumentar a pressão do tubo da respiração (manobra de Valsalva) para se certificar da segurança do procedimento em relação a integridade de estruturas importantes. Em uma cirurgia de abdominoplastia, pode-se solicitar para o anestesista “relaxar” um pouco a musculatura abdominal para facilitar o cirurgião. Quando alguma cirurgia tem um sangramento devido ao aumento da pressão sanguínea, o anestesiologista pode diminuir a pressão. Ou seja, ele é como um “piloto” que tem plena consciência e controle dos parâmetros vitais do paciente.

Algumas cirurgias pequenas podem ser feitas sem o anestesista (ex: retirada de pintas ou pequenos tumores de pele), desde que o cirurgião avalie corretamente o paciente frente a suas condições clínicas para ser submetido a uma cirurgia. Alguns médicos realizam procedimentos grandes como rinoplastia secundária em consultório, plastica de pálpebras e até aumento de mama com silicone com anestesia local sem a presença de anestesista. Somos contrários a essa atitude pois não traz segurança e o devido respeito à saúde do paciente.

 

QUEM ESCOLHE O TIPO DE ANESTESIA EM RINOPLASTIA, LIPOASPIRAÇÃO, ABDOMINOPLASTIA E OUTRAS CIRURGIAS?

 

rinoplastia A escolha pelo tipo de anestesia deve ser feita em conjunto pelo cirurgião plástico e o paciente. Alguns pacientes podem ter medo de anestesia geral, mas isso pode ser simplesmente falta de informação correta sobre o tipo de anestesia. Atualmente, os anestésicos estão muito seguros e os equipamentos de anestesia ricos em tecnologia, tudo para otimizar a segurança do procedimento.

Estando num bom hospital, com suporte de retaguarda e equipamentos seguros, tudo conspira para uma cirurgia de boa evolução. Sabemos que devemos colocar na balança o “risco e benefício” de cada cirurgia e por isso, você deve ter uma conversa sincera com seu cirurgião plástico sobre suas dúvidas em relação à anestesia. Não existe o certo ou errado para anestesia em rinoplastia, lipoescultura, lifting facial ou qualquer outra cirurgia. Existe um cuidado personalizado para cada caso.

É usual que o anestesista sempre passe no quarto do paciente antes do procedimento para poder tirar as dúvidas e realizar alguns exames, se necessário. Aproveito o momento para se tranquilizar e conhecer o profisional que se dedica ao seu bem estar por algumas horas.

 

(IMAGENS MERAMENTE ILUSTRATIVAS; NÃO REPRESENTAM PACIENTES REAIS OU TRATAMENTOS OU PROMESSAS DE RESULTADO)