A cirurgia do septo nasal (desvio de septo)

O septo nasal é a estrutura óssea e cartilaginosa que separa as duas cavidades nasais. É composto pelo etmóide, vômer e cartilagem quadrangular.
É comum uma pessoa apresentar o “Desvio do Septo”, isto pode ocorrer devido à variação individual anatômica ou trauma nasal prévio.
Embora muitas vezes assintomático, em algumas situações mesmo um pequeno desvio pode afetar a respiração do indivíduo ou mesmo bloquear a drenagem dos seios da face em direção ao nariz. Quando o septo obstrui a saída de líquido do seio da face, pode dificultar o esvaziamento do mesmo resultando em sinusite (explicada anteriormente).

Alguns sintomas são comuns para quem apresenta o desvio de septo, tais como: dificuldades respiratórias, sangramento nasal, dor facial, dor de cabeça, obstrução de uma ou duas narinas, respiração com barulho, congestão nasal, entre outros.

Durante uma consulta para rinoplastia ou qualquer outro tipo de cirurgia nasal, o seu medico de confiança irá realizar um exame indolor dentro do seu nariz, mesmo que não haja queixas respiratórias.
Utilizando foco luminoso frontal ou endoscópio, ele vai avaliar a integridade do septo e mucosa, válvula interna do nariz e cornetos (“carne esponjosa”).
Quando necessário, seu cirurgião plástico poderá solicitar exames subsidiários para elucidar o diagnóstico (RX, tomografia, ressonância magnética, rinomanometria acústica,…).
Lembre-se de tirar todas suas dúvidas na consulta médica. Pergunte sobre os benefícios e malefícios, os cuidados pré e pós operatórios e eventuais complicações.

A septoplastia ou cirurgia para correção do septo é realizada de rotina por muitos cirurgiões plásticos que fazem cirurgias nasais.
Além de ser muito eficaz e segura, é capaz de tornar o septo mais retilíneo e dar melhoria a respiração. No entanto, devido à característica de “memória das cartilagens”, pode ocorrer recidiva do desvio septal após uma cirurgia.

Outro fato importante é que o septo é corrigido e retirado precisamente de maneira que forneça a quantidade exata de cartilagem a ser usada na forma de enxertos durante a cirurgia de rinoplastia. Portanto, é interessante (mas não obrigatório) que o próprio cirurgião plástico corrija pessoalmente o desvio de septo para poder otimizar a sua utilização durante a rinoplastia estruturada ou plastica de nariz secundária.

Dr. Wulkan
Cirurgia Plástica / Rinoplastia