53 Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica

O 53 Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica ocorreu neste ano em Fortaleza, de 11 a 15 de novembro. Mais uma vez, a Socidedade Brasileira de Cirurgia Plástica realizou um congresso de altíssimo nível, um dos maiores e mais respeitados do mundo no campo da plástica.

 

SEGURANÇA PARA OS PACIENTES

 

rinoplastia estruturadaMuitos dos temas das palestras foram direcionados para a segurança dos procedimentos, de maneira a não colocar a saúde dos pacientes em risco. Praticamente todas as cirurgias foram abordadas no congresso, desde rinoplastia, blefaroplastia, lipoaspiração, rejuvenecimento facial, rinoplastia secundaria, até procedimentos minimamente invasivos como uso de toxina botulínica e ácido hialurônico.

O Dr. Wulkan já preconiza a segurança de seus pacientes como algo primordial. Nem todos os pacientes que desejam fazer a cirurgia plástica são bons candidatos para o procedimento que deseja. Seja por motivos de expectativa não realista de resultados, exames laboratoriais inadequados, exame clínico alterado ou mesmo aspecto emocional/psicológico impróprio. A cirurgia plástica deve ser feita na melhor das condições pois usualmente não é feita em caráter de urgência (exceto em casos de fratura do nariz, nariz quebrado, tratamenteo de queimadura, reconstrução de urgência, etc). Às vezes é difícil para o paciente compreender isso, mas na verdade mostra um carinho e respeito do médico ao seu paciente ter essa preocupação. Imagina fazer uma rinoplastia secundária com costela num paciente que não sabe o que realmente deseja mudar no nariz? Ou aceitar fazer implante de silicone ou redução das mamas numa paciente que apresenta cancer de mama? Fazer lipoaspiração em pacientes obesos? Essas são apenas alguns exemplos de situações que contra-indicam a cirurgia plástica.

 

ASSUNTOS INTERESSANTES NO CONGRESSO

 

Muitos foram os assuntos abordados nesse último Congresso Brasileiro de Cirurgia Plástica. Alguns tópicos foram muito interessantes.

Na área de plástica facial, ensinou-se muito sobre volumetria da face. Sabemos que com o passar das décadas, o rosto perde seu volume e o cirurgião precisa estar preparado para identificar isso e propor uma melhora (se possível) não apenas no reposicionamento das estruturas mas também no aumento do volume facial perdido.

No campo da rinoplastia, muitos casos clínicos foram aprensentados com condutas adversas.

Em relação à lipoaspiração, palestras sobre sua associação com abdominoplastia, lipoenxertia em nadegas e mamas, e condutas da segurança foram muito comentadas.

A região do olhos mereceu atenção especial nas mesas de cirurgia órbito-palpebral.

Cirurgia reconstrutiva também foi tema de diversas aulas, incluindo reconstrução após cancer de pele que é tão frequente em nossa população brasileira.

Cirurgia de contorno corporal após grande perda de peso foi muito abordada pelos palestrantes que mostraram ótimos resultados.

Dessa maneira, nosso congresso segue sempre mostrando o melhor sobre rinoplastia, implante de mama e todas as cirurgias plásticas, nos atualizando sobre todos os assuntos. Parabéns à comissão organizadora de mais um congresso de altíssimo nível.

rinoplastia