Blog

Estudo sobre segurança na lipoaspiração
O estudo publicado no PRS Global Open desse mês entitulado "Advances in Liposuction: Five Key Principles with Emphasis on Patient Safety and Outcomes" trouxe importantes orientações para aumentar a segurança da lipoaspiração.
A lipoaspiração é um dos procedimentos estéticos mais realizados no mundo mas devemos sempre focar na segurança do paciente. Com este estudo, adicionamos à nossa metodologia cirúrgica ainda mais cuidado e dedicação para nossos pacientes.

Mamas

Estudo publicado na "Plastic and Reconstructive Surgery" revela importantes detalhes de como se obter melhores resultados em cirurgias de aumento de seios com implante de silicone.

Outra importante contribuição do estudo foi revelar o uso de um retalho local para se evitar a "double-bubble deformity" nas mamas.

O Dr. Wulkan já realiza essa conduta para maximizar os resultados que necessitam de cuidados específicos durante a cirurgia de implante mamário.

 

O FDA (órgão americano que regulariza medicamentos) fez alerta no fim de 2013 sobre a presença de falsas toxinas botulínicas, contrabandeadas, ineficientes e/ou mal armazenadas. Isto coloca em risco os pacientes que se submetem a aplicação de Botox ou outro tipo de toxina botulínica.

No Brasil ainda não temos notícias sobre isso, mas devemos ficar alertas para não sermos enganados. Uma boa dica é suspeitar de preços muito abaixo do mercado visto que o custo do produto é basicamente fixo.

O site hollywodreporter.com noticiou que as atrizes de Hollywood não estão mais desejando ter o lábio excessivante grande e artificial como se tem notado. 

Dermatologistas e cirurgiões plásticos do site concordam que a tendência atual é buscar por naturalidade de resultados nos lábios.

Esta conduta também é a adotada pelo Dr. Wulkan nos preenchimentos com ácido hialurônico e nos casos de lipoenxertia estruturada. O Dr. Wulkan tem preferência por procedimentos reversíveis para fornecer ao paciente a possíbilidade de novos "looks" no futuro, sem a rigidez de um aspecto definitivo. 

Steem cells

Não há nenhuma outro tecnologia médica recente como a utilização de células -tronco que criou tanta expetativa e tendência no campo da medicina. Atualmente, existem opiniões diversas que envolvem questões éticas em pesquisa e aplicações terapêuticas. A capacidade de se reprogramar células-tronco adultas para que elas se comportem como células-tronco embrionárias abriu muitas possibilidades de sua utilização para o tratamento, mas na opinião de cientistas e pesquisadores , muito ainda precisa ser entendido antes de células-tronco possam realmente ser usadas para terapias potenciais .

Muitos pacientes estão dispostos a viajar longas distâncias para lugares como a China e outros países do Sudeste Asiático , onde as leis ainda não regulam totalmente o setor nesse assunto. Terapia com células -tronco é um sub- segmento emergente da indústria de biotecnologia. As autoridades reguladoras na nesses países são ignorantes dos riscos envolvidos em terapias com células-tronco não controladas. A grande preocupação é sobre aplicações clínicas irregulares sendo realizado por clínicas não autorizadas.

O uso de células-tronco derivadas de adipócitos (células gordurosas) é outra história para a cirurgia plástica. Uma vez que elas estão sendo colhidas e utilizadas na mesma pessoa , elas não estão sob a alçada de qualquer lei (pelo menos até a publicação desse artigo) , mesmo que elas exigem processamento fora do corpo antes de ser reaplicada.

O Dr. Wulkan já realiza com frequencia a lipoenxertia estruturada com células gordurosas do próprio paciente e temos tipo resultados muito animadores, semelhantes aos observados em relatos de congressos médicos mundiais. Acreditamos que a lipoenxertia terá um grande espaço nas técnicas auxiliares de muitas cirurgias plásticas, tais como: facelift (ritidoplastia), plástica de nariz, lipoescultura, aumento de nádegas, aumento de volume tridimensional de estruturas faciais, rejuvenecimento das mãos, entre outros.

Células tronco-novo estudo para confecção de cartilagem

Novo estudo da Duke University traz boas notícias para gerar cartilagem onde ela é necessária no corpo unindo novo material sintético com manipulação genética. É comum se utilizar fatores de crescimento nas células tronco mas isso é caro e pode dificultar a inclusão do material na sua área receptora. Nesse novo estudo, os pesquisadores conseguiram, de certa maneira, fazer que as células tronco produzissem o fator de crescimento sozinhas. A técnica usada foi por meio de incorporação de virus para entregar a terapia genética desejada para isso. Para entender melhor, é como se o vírus usado "ensinasse"  a célula tronco o tecido desejado.

A medicina avança rápido. Vamos torcer para que os estudos continuem gerando resultados positivos para aplicarmos em nossa prática clinica assim que possível. 

 

Uso de Botox para pacientes com AVC

O National Institute for Health Care Excellence aprovou o uso do Botox para recuperar os movimentos que foram prejudicados para vítimas de AVC (derrame), segundo o Dayli Mail. “Este é um dos mais importantes avanços em anos. Ao permitir que o tornozelo se movimente de forma mais próxima do normal, o tratamento pode trazer mais mobilidade e benefícios físicos aos pacientes, mesmo aqueles que já sofrem com estes problemas por anos”, explicou Anthony Ward, da North Staffordshire Rehabilitation Centre.

A toxina botulínica funciona porque impede os espasmos dos músculos que estão rígidos, restaurando o controle dos membros. Um estudo anterior mostrou que as injeções de Botox podiam ajudar vítimas de AVC a recuperar os movimentos dos braços e mãos, no entanto, a nova pesquisa conclui que o  procedimento pode funcionar também para os membros inferiores.

Ao contrário de outras drogas usadas para driblar as sequelas de um AVC, o Botox não apresentou nenhum efeito colateral em seus rins ou fígados. “Deve ser usado com conjunto com fisioterapia para que os músculos parem de ficar rígidos. A substância relaxa o músculo, então é mais fácil alongá-lo”, explicou o especialista.

Na Clínica Wulkan, amenizamos as sequelas faciais do AVC com o uso de toxina botulínica se não existir contra-indicação do médico responsável pela saúde do paciente.  Com este novo estudo, vamos analisar positivamente a possibilidade para estender o uso do Botox para outras regiões do corpo.

Ultra som no seguimento da plastica dos seios com implante de silicone

ESTUDO MOSTRA QUE ULTRA SOM PODERÁ SUBSTITUIR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA NO SEGUIMENTO DE IMPLANTE DE SILICONE NAS MAMAS

 

Ultra som de alta resolução que poderá ser feito no consultório de um médico como  uma alternativa rápida , conveniente e amigável ao invés da ressonância magnética para determinar o estado dos implantes mamários , segundo um estudo piloto apresentado no American Institute of Ultrasound in Medicine ( AIUM ) 2014 Convenção Anual  (Resumo 1.836.503 . Apresentado em 1 º abril de 2014).

Atualmente, o FDA americano recomenda que os pacientes com implantes de mama passem por uma triagem com ressonância magnética  três anos após o implante e , posteriormente, a cada dois anos para determinar se ocorreu ruptura do silicone. No entanto , mesmo nos melhores estudos , existe , pelo menos, uma taxa de falsos positivos de 15 % , segundo Dr. Adams,  autor do estudo. Isto significa que uma mulher pode ter sido operada sem necessidade pois o implante estava intacto .

Além disso, " exames de ressonância magnética não são muito divertidos para o paciente , eles são altos, o paciente tem de permanecer imóvel por um longo tempo , e eles são muito caros ", disse Dr. Adams.

Por causa disso, poucas mulheres realizam uma ressonância magnética , especialmente quando seus implantes parecem estar bem.

Os pesquisadores avaliaram 74 pacientes com implantes de gel coesivo em forma bilateral , utilizando ultra-som.

" Ainda assim, a minha opinião pessoal é que o ultra-som irá substituir ressonância magnética. Ele só tem que ter a “benção” do  FDA  para que  os cirurgiões possam abertamente recomendá-lo ", explicou .

Palestra do Dr. Wulkan na 34 Jornada Paulista de Cirurgia Plastica

No dia 2 de maio de 2014, o Dr. Wulkan apresentou aula na 34 Jornada Paulista de Cirurgia Plastica na qual apresentou caso de rinoplastia. Participou da "Mesa Redonnda VIII - Rinoplastia I" com discussões sobre cirurgia plástica.

A 34 Jornada Paulista de Cirurgia Plastica foi rica de ótimas apresentações e novidades que o Dr. Wulkan vai incorporar na sua prática médica, sempre focando na segurança e qualidade do atendimento ao paciente.

O Dr. Wulkan apresentou aula para cirurgiões plásticos no Congresso Mundial do ISAPS (International Society of Aesthetic Plastic Surgery). Após a aula, o Dr. Wulkan pode tirar dúvidas dos médicos presentes.

O congresso trouxe novidades muito interessantes em vários setores da cirurgia plástica e, por isso, o Dr. Wulkan vai associar os novos conhecimentos em sua conduta operatória e no cuidado do paciente.

 

A mídia tem mostrado alguns casos de complicações gravíssimas decorrentes da aplicação do hidrogel. Alguns pacientes podem sofrer reações imediatas com esse produto ou mesmo tardia após alguns anos. A ocorrência dessas complicações é praticamente imprevisível pois cada corpo responde de uma maneira.

Em nota oficial, a Sociedade Brasileira de Cirurgia plástica (SBCP) não recomenda o uso de hidrogel em procedimentos estéticos. Não acreditamos que seja um produto seguro e os estudos sobre o mesmo são inconclusivos, alémde que a licença pela ANVISA já está vencida.

Recomendamos que todo produto sintético utilizado como volumizador ou preenchimento deva ser temporário e absorvível pelo organismo. Sempre escolha um cirurgião plástico membro da SBCP para avaliar a necessidade de aplicação do produto para seu caso específico. A saúde é mais importante que a beleza e por isso não vale a pena correr riscos desnecessários com produtos "milagrosos", "extremamente baratos" e aplicados por pessoas não habilitadas para tal.

O canal americano CNN noticiou grande aumento de injeções em nádegas com o intuito de ter um aspecto de “bumbum brasileiro” ou parecido com das cantoras J-Lopez e Kim Kardashian. O objetivo das injeções é aumentar o volume e contorno das nádedas.

Em 2014, foram realizados mais de 11000 casos de injeção de gordura nos EUA,correspondendo a um aumento de 15% comparado ao ano de 2013.

Na reportagem, fala-se de aplicação de substâncias perigosas e desconhecidas nas nádegas, inclusive de silicone líquido, que resultou em morte de vários pacientes. As aplicações são feitas em garagens ou locais impróprios e por pessoas não qualificadas para isso.

O mesmo tem ocorrido no Brasil, e por isso indicamos que o procedimento de aumento das nádegas seja feito apenas por cirurgiões plásticos da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e em ambiente seguro. Existem variações técnicas que apenas o seu cirurgião de escolha pode te nortear após passar em consulta presencial e realizar exame físico completo. 

Dr. Wulkan publicou em conjunto com cirurgiões americanos importante trabalho de cirurgia plástica feminina íntima. Em novembro, o site oficial da American Society of Plastic Surgeons citou o trabalho entitulado "Labioplasty: Anatomy, Etiology and a new surgical approach" na seção de "Tudo que você precisa saber sobre labioplastia". Para mais informações, acesse http://www.plasticsurgery.org/news/plastic-surgery-blog/everything-you-need-to-know-about-labioplasty.html#.Vj0TIOWdhFY.facebook

Dr. Wulkan publica em uma das revistas mais conceituadas de cirurgia plástica do mundo, a Aesthetic Plastic Surgery, a abordagem para rinoplastia estruturada chamada de Multi-Lock System for Rhinoplasty. O Dr. Wulkan já apresentou a técnica em congresso de cirurgia plastica realizado em novembro de 2015 que pode ser usada tanto em rinoplastia secundária como em plastica de nariz primaria. Mais detalhes sobre a abordagem pessoal do Dr. Wulkan pode ser vista clicando aqui. Ressalta-se que nem todos os pacientes podem ser submetidos à essa técnica pois demanda de bastante enxerto de cartilagem e, algumas vezes, o paciente não tem disponível a quantidade necessária para a confecção de todos os enxertos. Por isso, o paciente que deseja se submeter à rinoplastia com o Dr. Wulkan deve passar em consulta particular na qual será avaliado o nariz em exame clínico usando-se fotóforo, endoscópio e exames complementares (ex: tomografia computadorizada). 

 

Segundo artigo do Plastic Surgery News da American Society of Plastic Surgeons, pacientes que desejam ter a sensação palpável e visual de algo próximo do resultado de suas cirurgias, podem optar por produzir moldes tridimensioais de partes de seu corpo. Por exemplo, se a pessoa vai fazer uma rinoplastia ela pode comprar de uma impressora 3D um aspecto modificado de seu nariz; uma paciente que deseja aumentar as mamas mas não sabe ao certo qual tamanho de implante escolher, pode solicitar vários moldes com tamanhos diferentes de mamas. 

Uma outra aplicabilidade dessa tecnologia é a produção de um holograma que pode ser projetado em diferentes cores no proprio paciente durante a cirurgia. Com isso, acredita-se que o cirurgião pode ser melhor guiado e ter mais acurácia em sua técnica.  A tecnologia é usada tanto em casos de estética como em reconstrução complexa, tal como foi usada na reconstrução facial de um paciente de 9 anos de idade em New York.  

No Brasil, isso ainda deve ser discutido por entidades médicas se a tecnologia poderá ser usada em nossos pacientes.

A ASPS (American Society of Plastic Surgeons)  divulgou suas estatísticas sobre cirurgias plásticas e procedimentos estéticos. Ainda não temos a estatística feita pela nossa Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica referente aos procedimentos feitos no ano passado. No entanto, é muito provável que seja semelhante em vários aspectos. Por exemplo, as cirurgias mais feitas nos EUA são de implante mamário, lipaospiração e rinoplastia. No Brasil, observamos que essas cirurgias também são muito procuradas pelos nossos pacientes, com o detalhes que a rinoplastia secundária também está em alta em alguns consultórios médicos. A toxina botulínica é a campeã de entre os procedimentos não cirurgicoes e ainda observamos o mesmo no Brasil. 

Artigo publicado na Plastic and Reconstructive Surgery (uma das mais impotantes revistas de cirurgia plástica do mundo) faz revisão sistemática de dezenas de publicações que estudaram como diminuir o inchaço e equimose decorrentes de rinoplastia. Resultados sobre o uso de corticóides, uso de ervas medicinais, maneira de diminuir a pressão durante a cirurgia, detalhes operatórios e cuidados da cirurgia foram alguns dos temas discutidos no artigo. Para muitos, ainda não existe consenso absoluto nas condutas adotadas mas existem indícios relevantes que devemos prestar atenção. O Dr. Wulkan já incorporou os resultados pertinentes do estudo em suas condutas para pacientes que fazem a rinoplastia e outra cirurgias estéticas da face, tal como blefaroplastia (plastica das palpebras), facelift (ritidoplastia) e otoplastia. 

Em 2013, o Maryland Department of Health and Mental Hygiene de Baltimore nos Estados Unidos recebeu 2 casos de pacientes operados na Republica Dominicana com mycobacteria. Muitos outros pacientes que fazem rinoplastia, implante de mama ou qualquer cirurgia plástica em países da Ásia (em especial Tailandia), Republica Dominicana e alguns países da America Central já tiveram complicações graves de suas cirurgias. O motivo pode ser desde imperícia/ despreparo do cirurgião até mesmo o uso de material não esterilizado ou vencido. 

O Dr. Wulkan recebe muitos pacientes internacionais pois sempre mantém a qualidade de seu atendimento e opta por hospitais aprovados pela Joint Comission. O atendimento pré e pós operatorio é vital para o sucesso da cirurgia. 

O Dr. Wulkan faz parte das seguintes entidades médicas:
Certificados
Certificados
Certificados